Dia da Consciência Negra

Em dias como os nossos, uma atividade interdisciplinar - História e Artes - sobre o Dia da Consciência Negra não poderia ficar de fora. Para isso, fizemos uma reflexão sobre a trajetória histórica dos negros aos dias atuais na tentativa de percebemos a gravidade do preconceito racial frente às relações humanas e sociais.

Sétimo A

Sétimo B

Utilizamos, para orientar nossa reflexão, cinco elementos: um vídeo - composto por cenas do filme Amistad, de Steven Spielberg, e pelo poema Navio negreiro, de Castro Alves -, o poema O açúcar, de Ferreira Gullar, e três composições musicadas - Negros, de Adriana Calcanhotto, A Mão da limpeza, de Gilberto Gil, e Inclassificáveis, de Arnaldo Antunes. Para finalizar, solicitamos aos alunos uma aproximação com as ideias de Gilberto Freyre e de Jacob Gorender acerca das relações entre brancos e negros e a produção de uma ilustração capaz de sintetizar a reflexão e demonstrar o seu posicionamento. Resultado: várias ilustrações bem bacanas!

video
Cenas de Amistad e narração de Navio negreiro.

O AÇÚCAR
Ferreira Gullar

O branco açúcar que adoçará meu café
nesta manhã de Ipanema
não foi produzido por mim
nem surgiu dentro do açucareiro por milagre.

Veja o puro
e afável ao paladar
como beijo de moça,
água na pele, flor que dissolve na boca.
Mas este açúcar não foi feito por mim.

Este veio da mercearia da esquina
e tampouco o fez o Oliveira, dono da mercearia.
Este açúcar veio de uma usina de açúcar
em Pernambuco ou no Estado do Rio
e tampouco o fez o dono da usina.
Este açúcar era cana e veio dos canaviais extensos
que não nascem por acaso no regaço do vale.

Em lugares distantes, onde não há hospital nem escola,
homens que não sabem ler
e morrem de fome aos 27 anos
plantaram e colheram a cana que viraria o açúcar.
Em usinas escuras, homens de vida amarga
produziram este açúcar branco e puro
com que adoço meu café esta manhã em Ipanema.


video
Negros, de Adriana Calcanhotto.

video
A mão da limpeza, de Gilberto Gil.

video
Inclassificáveis, de Arnaldo Antunes - com participação
de Chico Science e Nação Zumbi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário